Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link
 Evento
 Citação
 Vídeos
 Poesia
 Prosa


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 MEUS SITES
 ***********************
 Meu Site
 PoesiaOrgânica Notícias
 Minhas Pinturas
 Orkut
 Vídeo sobre Guerra
 YouTube
 Parabéns São Paulo
 Poesia na Garganta
 Galeria Caribé
 MeioTom - poesia & prosa
 ArtCanal
 Galeria Aberta
 artwave
 MySpace
 Gravuras
 Portal Belas Artes
 Arte Múltipla
 Portal do Artista
 Spaces Live
 Facebook
 ***********************
 AMIGOS DA LITERATURA
 Viva Brasil
 Menarca
 Pensamentos Incompletos
 ContosCrônicas
 Arte para mudar
 Editora Ilustra
 Domínio Público
 Achados & Perdidos
 Cronopios
 LivroClip
 museu da língua portuguesa
 Casa da Palavra
 Galinha Pulando
 Clube dos Escritores de Alvorada
 Literatura no Brasil
 Revista Bacamarte
 ***********************
 AMIGOS DA ARTE
 Officina
 SuRrealismO
 Farago


 
PoesiaOrgânica

Poesia



 
 

Caderno Literártio Pragmatha

       Leia mais no meu site| http://rubenscavalcanti.com.br/ 



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 14h08
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Exposição Negro Sim em Suzano

 

Esta é uma das mimhas pinturas que está participando da exposição Negro Sim de Suzano em comemoração ao Dia da Consciência Negra. Ela  faz parte de uma série denominada Guerreiras. Você poderá ver a série completa no orkut



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 17h41
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Mapa Cultural Paulista 2009/2010



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 20h57
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Guerreiros



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 13h24
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Leitura



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 18h22
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Pragmatha Revista Literária



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 10h07
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Caos



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 10h34
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Dia Internacional da Mulher



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 17h04
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Peixe elétrico

ARNILSON, MONTENEGRO OU JUNIOR?

    

       Já faz algum tempo que me dedico à gravura. E toda terça-feira ou sábado, lá vou eu pra vila Mariana. Mais precisamente para o atelier do meu grande amigo, Luiz Carlos Officina, com quem aprendo esta arte tão maravilhosa e bonita. Alias, como todas as artes.

      E foi justamente numa dessas aulas que conheci seu sobrinho. Que veio diretamente de Taperoá, Paraíba (cidade do famoso escritor brasileiro, teatrólogo e poeta, Ariano Suassuna), para Sampa. Também aprender esta técnica com seu tio.

      Que sorte tem esse menino, pensei logo que o vi. E não é que o cabra é bom mesmo. Aprendeu “tudo” com grande facilidade e dedicação como nos velhos tempos onde o aprendiz, para se tornar um artista, tinha que levantar antes do sol e só ia dormir quando, já morto de cansaço, Morfeu chegava e o levava para o mundo dos sonhos.

      Como é seu nome, perguntei. Júnior, me respondeu. Júnior não é nome. Deve haver alguma coisa antes do “Junior”, brinquei. Ele, então, me disse: meu nome é Arnilson, porém, prefiro que me chame de Montenegro.

      Conversamos muito sobre vários assuntos e só parávamos quando o tiozão chegava e nos interrompia, nos chamando a atenção para o aprendizado. Tudo numa boa, claro, afinal estávamos aprendendo arte. Não estávamos numa fábrica e tão pouco numa linha de produção. E foi num desses papos que o Arnilson, digo, Montenegro me mostrou essa gravura logo acima sobre aqueles vendedores daquelas pomadas “milagrosas” que existem ainda em alguns lugares do nosso querido Brasil. Sem perguntar nada, me pediu pra que eu fizesse um poema para sua xilo. 

      Meu rapaz, disse eu, não sei fazer literatura de cordel, portanto... Não precisa levar muito a sério, meu velho, é só pra gente brincar, tá certo? Tá certo, eu disse, vamos ver o que sai.

      Meu amigo voltou pra terrinha, mas sei que de algum modo nos encontraremos outra vez, afinal ele deixou um pouco de si em todos nós e muita, mas muita saudades, mesmo.

 

 

Rubens Cavalcanti da Silva.



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 15h43
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Homenagem a São Paulo



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 14h39
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Cidadebabel



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 14h02
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Amanhecer



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 13h59
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Asas



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 13h59
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Chama o fogo



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 13h57
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Caronte



Escrito por Rubens Cavalcanti da Silva às 13h56
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]